quarta-feira, 30 de março de 2016

Símbolo de Deus

A parte mais interessante do listão da Odebrecht são os codinomes dos seus beneficiários. Dentre eles, o mais misterioso é o 333, de José Serra. Difícil ter certeza do seu significado, mas há pistas. Na Bíblia, 333 é o símbolo de Deus. Representa a Santíssima Trindade: Pai (3), Filho (3) e Espírito Santo (3).
O tucanato, no rastro de sua divindade, saiu batendo asas. Aécio afirmou que o dinheiro apontado na lista é de doações legais. Se são legais, para que codinomes?
A Justiça tem muito trabalho pela frente. E o governo deve saber de uma coisa: jogar a luz na oposição não muda nada. Se não quisesse estar na situação atual, que tivesse administrado melhor o país, que tivesse sido fiel aos seus princípios, que não tivesse saqueado o Estado duplamente: por demagogia e ganância.
O PT devia saber que, com uma gestão ruinosa, daria espaço novamente aos adversários. E que dilapidar o Estado resulta em impeachment. Preocupar-se com isso somente agora, e, uma vez feito o estrago, acusar de golpismo a Justiça, a oposição e todo o povo brasileiro revoltado com a corrupção mais escandalosa é que soa a golpe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário